Medos irracionais

Por Rita Manes em 02 de julho, 2015

Pra começar o título já diz tudo! Medos irracionais. Será que todo o medo é irracional? Medo irracional seria todo aquele que não tem lógica tipo medo de inseto (meu caso), mas será que o medo de voar, uma vez que existe – por menor que seja – a possibilidade do avião cair, é racional?

O medo é uma coisa engraçada, muitas vezes você tem e nem sabe que tem até se deparar com uma situação. Vou dar um exemplo meu, ontem estava vendo meu Twisted na Tv na paz da minha casa. De repente eu vejo uma sobra pelo canto do olho se mexendo no canto da parede. Pensei que fosse ilusão minha e voltei para meu programa.

De novo a sombra se mexe. Então resolvi dar uma olhada de perto e ao me aproximar percebi que era uma barata gigantesca. Me assustei e dei um pulo e para minha surpresa ela alçou voo! Pronto! Acabou pra mim! Busquei um remédio e taquei na sala toda (leia-se: meu pai tacou, que está em outra casa, em outra rua) e tranquei ela lá dentro.

Medo nos olhos

Minha sala permaneceu fechada até pouco tempo, quando eu, vestida de coragem entrei e vi seu corpo enorme e nojento se debatendo no chão.

Esse medo foi uma surpresa pra mim! Não sabia que tinha medo de barata gigante que voa! Sabia que tinha nojo de barata e durante 15 dias que trabalhei num bar como garçonete matava umas 5 por dia, matava sem medo, só pisava e o problema tava resolvido!

Sempre debochei da minha irmã que chora de ver uma barata na televisão ou se desespera só de imaginar a bicha em algum canto. Mas agora perdi minha moral! Gritei ontem as 1h30 da madrugada como uma criancinha assustada e por um tempo não tive a coragem necessária para poder conferir se a “coisa” permanecia ou não lá!

Sempre tive pavor de inseto voador e agora das baratas voadoras (que até então nunca havia me deparado com uma sozinha).

Volto a dizer que medo é uma coisa engraçada, quando a gente tem a gente tem e pronto! Não adianta ninguém falar pra gente que é irracional ou aquela velha frase do “ela tem mais medo de você que você dela”. Dane-se! Eu tenho medo por nós duas juntas e não quero correr o risco dela sair voando pra cima de mim e me matar. Porque é isso que pensamos no desespero, “uma barata vai me matar”, ou abelha, ou qualquer outra coisa que pareça idiota para os outros, mas para você é mortal.

Já minha outra irmã tem medo de palhaço e de ladeira. Pois é, mais bizarro que isso não existe né?! Para ela todo palhaço é assassino e toda ladeira vai faze-la cair, ou seja, se ela encontra um palhaço numa ladeira acabou pra ela coitada!

Medo de palhaço?

Outro medo que eu tenho é andar de metrô. Não, não sou claustrofóbica, fico bem em lugares fechados. Mas o metrô além de ser fechado está no subterrâneo e se alguma coisa acontece ninguém sabe que eu estou lá, o que para mim significa uma morte lenta e dolorosa onde levaria semanas ou meses ou anos até que encontrassem meu corpo. Se você parar para pensar não tem como fugir dali.

Adoro voar de avião e não adianta ninguém tentar me convencer que é ainda pior que o metrô, para mim nada se compara com esse transporte esquisito! Meu medo tem uma justificativa, isso faz dele racional ou irracional? Como se classifica isso, racional é somente aquele compartilhado por muitos?

O curioso é todos temos tendência a desdenhar do medo que não temos, isso significa que nosso medo é insignificante para aqueles que não o compartilham.

Não acredito em pessoas que dizem não ter medo de nada, todos tememos alguma coisa, podemos não saber o que, mas que tememos, tememos!

E você? Qual seu medo?

Rita Manes

Sobre Rita Manes

Recém formada em jornalismo e uma das editoras do Olingüeto. É amante de bons filmes e bons livros, e principalmente apaixonada por comida!

Antes de comentar, lembre-se de nossas regras e recomendações! Lá você também encontra as informações para escrever suas próprias matérias para o Olingüeto.

  • “Não sabia que tinha medo de barata gigante que voa” Cara todo mundo tem medo de barata gigante que voa hahahahha

  • Ana Canto

    Tenho pavor de qualquer tipo de inseto, inclusive borboletas, joaninhas e todos os bichos que as pessoas acham bonitinhos. São bonitinhos para elas, não para mim, mas como sempre ninguém entende e desdenha do meu medo. Dizem: mas ele não faz nada, não tem porque ter medo. Não sei de onde tiram que medo tem porquê. Seu texto é sensacional.